Notícias
Ypiranga enfrenta o Baré na abertura do Sub-17 de futebol
Agência Negro Anil
Site Oficial : Em 25/01/2017.

O jogo que abre a temporada 2017 do futebol amapaense será entre Ypiranga e Baré, no dia 11 de fevereiro, no Estádio Olímpico Zerão. O confronto, válido pelo Campeonato Sub-17 de Futebol, foi anunciado na tarde desta terça-feira, 24, pela Federação Amapaense de Futebol (FAF) durante reunião com representantes dos 12 inscritos, entre clubes profissionais, não profissionais e ligas, para discutir tabela e forma de disputa.
Os 12 participantes foram divididos em quatro grupos, sendo que cada chave recebeu uma equipe profissional como cabeça de chave. No Grupo A estão Ypiranga, Baré e Lagoa. O Grupo B é formado por Santana, Renovação e Combatente. No C estão Macapá, Canário e Laranjal do Jari. E formam o Grupo D as equipes do Trem, Nacional e Mazagão.
De acordo com o regulamento, na primeira fase, os times se enfrentam entre si dentro do grupo. Os dois melhores colocados de cada chave seguem à fase seguinte. A partir daí, começa o sistema de mata-mata, sempre com o time de melhor campanha com a vantagem de jogar pelo empate.
A expectativa dos organizadores é fechar o campeonato em 45 dias. “No ano passado fizemos o Sub-17 e foi um sucesso. Vários jogadores foram aproveitados por clubes locais e de outros estados, do Pará, do Rio de Janeiro e região Centro-Oeste do país. Por isso, decidimos manter a competição no calendário da Federação”, disse o vice-presidente da FAF, Paulo Rodrigues.
Enquanto o sorteio era realizado na sede da Federação, no campo do Estádio Municipal Glicério de Souza Marques, a garotada do Ypiranga treinava forte, sob orientação do técnico Pitopô e olhares atentos do presidente do clube, Luiz Omar. O dirigente disse que abrir o Sub-17 significa o início da jornada vitoriosa que pretende traçar no negro-anil. “Isso é um bom sinal. Vamos disputar o Sub-17, Sub-20 e o profissional. E fazer do Ypiranga o clube grande que sempre foi. O gigante estava adormecido”, disse Omar.
Há cerca de duas semanas, 25 jogadores do negro-anil treinam para a competição. Muitos atletas poderão ser aproveitados no Sub-20 e até mesmo no profissional. No atual cenário de crise, com patrocínio cada vez mais escasso, apostar na base pode ser uma boa saída para o futebol amapaense.

Por: Gilberto Pimentel - Correio de Santana


Mais fotos

PUBLICIDADE